Página Inicial / Geral / Polícia Federal erradicou cerca de 85 mil pés de maconha, 500 mudas e 1 quilo de sementes de cannabis sativa em terras indígenas

Polícia Federal erradicou cerca de 85 mil pés de maconha, 500 mudas e 1 quilo de sementes de cannabis sativa em terras indígenas

São Luís/MA – A Polícia Federal deflagrou, no período de 18 a 23 de outubro de 2021, na região Oeste do estado do MA, a quinta fase da Operação Fusarium, que consiste em uma série de ações policiais que visam erradicar plantações de Cannabis Sativa, erva popularmente conhecida como Maconha.

Tais ações já ocorreram nos estados de Pernambuco e Bahia, bem como em território paraguaio.

No Estado do Maranhão, a Polícia Federal erradicou cerca de 85 mil pés, 500 mudas e 1 quilo de sementes de cannabis sativa nas terras indígenas de Alto Turiaçu, Alto Rio Guamá e em Terras da União, nas proximidades dos municípios de Centro do Guilherme – MA e Centro novo- MA. Ademais, encontrou-se, in loco, 10 kg de maconha prontos para o tráfico.

Todas as substâncias entorpecentes encontradas perfazem cerca de 28 toneladas.

No bojo da operação policial, foi realizada a prisão em flagrante de uma pessoa que foi encontrada em uma das plantações portando droga e uma espingarda calibre .22. O conduzido foi autuado por tráfico de drogas, com pena que pode chegar a 15 anos de reclusão.

A operação tem o escopo de reduzir a produção e oferta de maconha no estado do Maranhão, de desarticular a comercialização de drogas na região, identificar os envolvidos, individualizar condutas ilegais e descapitalizar o grupo criminoso.

Para deflagração da Operação, a Policia Federal empregou cerca de 42 servidores, bem como, contou com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Maranhão.

Fonte/Foto: Comunicação Social da Polícia Federal no Maranhão

Você pode Gostar de:

PC/ES prende acusado de violentar menina de apenas cinco anos que faz parte da família do suspeito

A equipe da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) prendeu um homem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *