Página Inicial / Empreendedorismo / CASAGRANDE E TYAGO HOFFMAN: conhecem Empresa que vai investir R$ 70 milhões para construção de novo centro de distribuição no Espírito Santo

CASAGRANDE E TYAGO HOFFMAN: conhecem Empresa que vai investir R$ 70 milhões para construção de novo centro de distribuição no Espírito Santo

O governador do Estado, Renato Casagrande, conheceu o projeto de construção de um Centro de Distribuição (CD) da BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, que vai investir R$ 70 milhões no empreendimento, a ser implementado na Grande Vitória.

O projeto foi apresentado pelo CEO da BRF, Lorival Luz, e pela vice-presidente global de Relações Institucionais e Sustentabilidade da BRF, Grazielle Parenti.

Também participou da apresentação o secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann.

O novo Centro de Distribuição será o mais sustentável da BRF e contará com luz natural e energia solar, reaproveitamento de água, inovação na geração de frio, frota com zero emissão de CO2 e centro de aprendizagem para a comunidade.

Casagrande pontuou a importância do investimento da BRF no Espírito Santo. “O conceito do centro de distribuição nos agrada muito. Um centro moderno e sustentável, caminho obrigatório que devemos seguir daqui para frente.

É importante para toda a sociedade que empresas, como a BRF, tenham um componente da sustentabilidade presente. Temos um Estado com equilíbrio fiscal e institucional, bons mecanismos de incentivos para atração de investimentos, um Fundo Soberano e uma vocação logística. Temos total interesse na presença forte de Companhia em nosso Estado, gerando oportunidades aos capixabas”, reforçou.

Com mais de 13 mil metros quadrados de área construída, o novo CD terá painéis solares com capacidade para gerar até 1,5 megawatts de energia.

“A BRF tem um espaço para crescimento das operações no Espírito Santo e este investimento mostra nosso compromisso em gerar riquezas, seguir nosso plano Visão 2030 e levar vida melhor a todos com integridade, segurança e qualidade”, destacou Lorival Luz.

“O projeto da BRF, uma das maiores empresas do segmento alimentício, é muito bem-vindo e se mostra em sintonia com os princípios de sustentabilidade, que é uma tendência mundial também adotada pelo Estado do Espírito Santo.

As boas práticas adotadas pelo nosso governador Renato Casagrande têm colocado o Estado em uma posição atrativa para investidores e para ampliação de projetos. A decisão da BRF sinaliza que estamos no caminho certo”, pontuou Tyago Hoffmann.

De acordo com o secretário, temos um Estado próspero, com segurança fiscal, boa relação institucional, competitivo, com mão de obra qualificada e disposto a crescer a partir de um modelo de atração de negócios focado na prospecção.

“Nosso olhar também é voltado para as pessoas e a ampliação de projetos traz oportunidades para as regiões e para os capixabas e isto é o que queremos”, disse.

Grazielle Parenti destacou os compromissos da empresa com a sustentabilidade. “Esta unidade estará de acordo com o Plano BRF de Sustentabilidade, anunciado em 2020, e que contém os compromissos públicos de curto, médio e longo prazos da Companhia”, afirmou a vice-presidente global de Relações Institucionais e Sustentabilidade da BRF.

Atualmente a BRF possui um Centro de Distribuição em funcionamento em Viana, ao sul da Capital, que atende a todo o Espírito Santo. A partir deste local, é movimentado um volume médio mensal de mais de 2700 toneladas.

Sobre a BRF

Uma das maiores empresas de alimentos do mundo, a BRF está presente em mais de 117 países e é dona de marcas icônicas como Sadia, Perdigão e Qualy.

Seu propósito é oferecer alimentos de qualidade cada vez mais saborosos e práticos, para pessoas em todo o mundo, por meio da gestão sustentável de uma cadeia viva, longa e complexa, que proporciona vida melhor a todos, do campo à mesa.}

Pautada pelos compromissos fundamentais de segurança, qualidade e integridade, a Companhia baseia sua estratégia em uma visão de longo prazo e visa gerar valor para seus mais de 100 mil colaboradores no mundo, mais de 350 mil clientes e aproximadamente 10 mil integrados no Brasil, todos os seus acionistas e para a sociedade.

Foto: Rodrigo Araujo/Governo-ES

Você pode Gostar de:

NÃO É SÓ UMA GRIPEZINHA: Transmissão de doenças respiratórias está elevada, indicador está em vermelho em 83 das 118 macrorregiões de saúde

A taxa de transmissão comunitária de vírus respiratórios no país está “extremamente” alta em 83 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *