Página Inicial / Geral / ES: Polícia Militar divulga resultados mensal da Operação Sentinela

ES: Polícia Militar divulga resultados mensal da Operação Sentinela

 

Realizada mensalmente em todo o território capixaba, a Operação Sentinela – integrada com o Ministério Público e a Polícia Civil – contou com a participação de aproximadamente 300 policiais militares e mais de 160 viaturas para atuar nesta 3ª etapa de 2021 (mês de março). Os resultados foram divulgados na tarde de quarta-feira (31), em coletiva de imprensa concedida pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Douglas Caus.

Foram cumpridos 73 mandados de busca e apreensão e 84 mandados de prisão. Ao todo, 152 pessoas foram detidas na operação, sendo 68 em flagrante, 12 por crime de homicídio, nove por roubo, 12 por tráfico de drogas e uma pessoa por porte ilegal de arma de fogo.

Com relação às apreensões, foram retiradas de circulação 35 armas e recolhidas aproximadamente 1.500 unidades e 8,5 quilos de entorpecentes. 

Em sua fala, o coronel Douglas Caus enfatizou que nesta nova etapa da Operação Sentinela a PMES realizou um intercâmbio com as outras polícias militares do Brasil, para identificar criminosos de fora que estejam aqui, ou que são capixabas e estejam homiziados em outro estado.

Esta iniciativa já foi colocada em prática em uma ação que prendeu uma mulher acusada de ajudar a irmã, conhecida como “Viúva Negra”, a cometer crimes de homicídio na região de Domingos Martins. Ela estava com mandado de prisão preventiva e os militares conseguiram localizá-la em Mato Grosso do Sul, depois que ela se candidatou ao cargo de vereadora no município de Alcorizal, MS.

“Nós vamos caçar todos que estão com mandado de prisão expedido pela justiça capixaba e que se encontram fora do Espírito Santo, como também vamos atrás dos que cometeram crime em outros estados e estão com residência aqui. É uma via de mão dupla, não tem escapatória”, afirmou o comandante-geral.

No total, desde o início da Operação Sentinela (em abril de 2020) foram detidos 207 homicidas e 224 traficantes, o que, de acordo com o coronel Douglas Caus, é o resultado de ações qualificadas, pontuais, que estão retirando do convívio social pessoas de alta periculosidade.

 

Você pode Gostar de:

Bíblia nas escolas: Lei que obriga é inconstitucional, decide STF

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por unanimidade, ser inconstitucional lei estadual que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *