Página Inicial / Empreendedorismo / FORÇA LOCAL DA SAMARCO: Conclui o primeiro ciclo do Pilar de Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores, veja 

FORÇA LOCAL DA SAMARCO: Conclui o primeiro ciclo do Pilar de Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores, veja 

O Programa Força Local, da Samarco, encerrou, nessa segunda-feira (25), o primeiro ciclo do pilar do Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores.

A iniciativa promoveu ações visando contribuir com desenvolvimento dos fornecedores locais dos municípios que recebem a Samarco em Minas Gerais e no Espírito Santo, além de garantir melhorias de processos integrados de gestão.

Ao todo, foram capacitadas 65 empresas em Minas Gerais e no Espírito Santo.  

Durante um ano, os empresários participaram de palestras e seminários, e receberam consultorias e orientações de como fomentar o crescimento do negócio, qualificar tecnicamente os empregados para melhorar a produtividade e a qualidade dos serviços das suas empresas.

Os encontros abordaram planejamento estratégico, saúde e segurança do trabalho, gestão financeira e de pessoas, gerenciamento de projetos, entre outros.  

A gerente de Suprimentos da Samarco, Ailana Vilela, destacou o protagonismo das empresas e a importância da capacitação. “O programa contribuiu para os processos e gestão das empresas, alcançando resultados significativos.

A qualificação e o desenvolvimento devem ser constantes, e esse programa foi apenas a primeira etapa”, disse. 

  

A coordenadora do programa Força Local, Elisangela Toledo, ressaltou que “os resultados alcançados contribuem para que os fornecedores se tornem mais competitivos, prontos e preparados para atender não apenas a Samarco, mas todo o mercado, impulsionando a economia local”. 

Potencial das empresas  

Os resultados do primeiro ciclo do pilar do Desenvolvimento e Qualificação de Fornecedores demonstraram a evolução e atuação dos fornecedores.

Foram capacitadas 65 empresas, realizadas 148 assistências técnicas presenciais, 216 assistências técnicas virtuais e 1 rodada de negócios 164 atendimentos aos fornecedores locais.   

Para Maria Izabela Morais, da DM Extintores, de Guarapari (ES), a capacitação foi importante e fortaleceu a empresa ainda mais em um momento de pandemia. “Agradecemos a Samarco e aos parceiros pela iniciativa.

No meio da pandemia a nossa empresa contratou e inovou e hoje temos certeza que estamos preparados para atender uma grande empresa como a Samarco.

O que aprendemos impactou de forma positiva em todos os setores da nossa empresa”.  

  

Cleiton Custódio Vieira, da JS Construções, empresa localizada em Catas Altas (MG), também destacou o impacto positivo da iniciativa.

“Foi uma boa oportunidade de termos ciência do crescimento que podemos alcançar e trocar conhecimentos ricos. Pretendemos dar continuidade ao aprendizado adquirido neste período, aplicando as ações na empresa”, disse.   

“Vimos a evolução das empresas na prática. O programa é um estímulo às empresas a participarem das capacitações, mesmo em momento de turbulência como o que estamos vivendo.

É necessário que os fornecedores estejam atentos às constantes mudanças, avaliem seu potencial de mercado, e busquem entender seu produto, melhorar seus processos, para alcançar a qualidade e produtividade”, destacou Durval Vieira de Freitas, da DVF Consultoria, parceira da Samarco na capacitação.  

Força Local 

O Programa visa fomentar o desenvolvimento socioeconômico nos municípios que recebem a Samarco em Minas Gerais e no Espírito Santo.

O Força Local é baseado nos pilares políticas, capacitação, negócios, monitoramento e desenvolvimento e qualificação.

Por meio do programa também são promovidos workshops, palestras e seminários como forma de melhorar e preparar profissionais e empresas para o mercado de trabalho. 

O Programa é realizado pela Samarco em parceria com as entidades de classe dos municípios, que também contribuíram com a capacitação.

Em Minas Gerais, as entidades parceiras são: Associação do Comércio de Mariana (Aciam), Associação do Comércio de Ouro Preto (Aceop), Associação Comercial de Santa Bárbara (Acisb) e Associação de Comércio de Catas Altas (Aceca). 

Já no Espírito Santo, são as Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDLs) de Anchieta e de Guarapari, Associação Comercial de Piúma (Ascopi) e Agência de Desenvolvimento da Região da Costa e da Imigração (Adeturci).

Você pode Gostar de:

24/11 AGORA: Brasil e Paraguai acertam conclusão de ponte para ligar os dois países

O presidente Jair Bolsonaro se reuniu nesta quarta-feira (24) com seu homólogo paraguaio, Mario Abdo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *