Página Inicial / Geral / OPERAÇÃO DA PF: investiga corrupção passiva de agente de portaria

OPERAÇÃO DA PF: investiga corrupção passiva de agente de portaria

8e78dade-fd4c-4c8f-9722-633d4d6af494.jpg

Manaus/AM – A Polícia Federal (PF) deflagrou na sexta-feira (23/7) a Operação Expurgo, cujo objeto investigado está relacionado a desvio de conduta de um agente de portaria terceirizado, com possível prática do crime de corrupção passiva.

Foram cumpridos dois mandados judiciais de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara Criminal da Justiça Federal do Amazonas, todos na cidade de Manaus/AM.

Segundo as investigações, o agente de portaria terceirizado solicitava vantagens ilícitas para agilizar atendimentos de estrangeiros na Superintendência da Polícia Federal do Amazonas.

Constatou-se que, por prestar apoio ao setor de imigração, auxiliando na recepção e organização dos atendimentos, ele tinha acesso direto aos imigrantes. Dessa forma, oferecia agilizar o agendamento em troca de recebimento de vantagem financeira.

O indiciado poderá responder, na medida de suas responsabilidades, pelo crime de corrupção passiva. Se condenado, poderá cumprir pena de até 12 anos de reclusão.

Fonte/Foto: Comunicação Social da Polícia Federal no Amazonas

Você pode Gostar de:

Recurso: MPC pede revogação de decisões do TCE-ES que autorizaram Alfredo Chaves e Alto Rio Novo a descumprirem mínimo em educação Publicação em 14 de setembro de 2021

O Ministério Público de Contas (MPC) interpôs agravos (tipo de recurso) pedindo a revogação imediata …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *