Página Inicial / Geral / PC PRENDE: Irmãos investigados por matarem homem falsamente acusado de estupro

PC PRENDE: Irmãos investigados por matarem homem falsamente acusado de estupro

A equipe da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cariacica prendeu dois irmãos, de 20 e 21 anos, suspeitos de participarem do homicídio que vitimou o pedreiro Osvaldo Ribeiro da Silva, no bairro Prolar, em Cariacica. As prisões ocorreram, na última sexta-feira (22), no mesmo bairro onde o crime foi cometido.

Os suspeitos tinham mandados de prisão preventiva em aberto, fruto de investigações realizadas pela DHPP de Cariacica. Na noite de 25 de fevereiro de 2021, o pedreiro Osvaldo Ribeiro da Silva foi morto a tiros, no meio da rua, no bairro Prolar.

As investigações tiveram início logo após o fato e os policiais constataram que o homem foi morto por causa de uma acusação falsa.

“Apuramos que a vítima foi acusada por populares de ter violentado sexualmente as suas duas filhas e que isso levou à sua execução, em plena via pública.

No entanto, nossa investigação não constatou a veracidade dessas informações, o que nos leva a entender que esse homem foi vítima de uma notícia falsa que circulou pelo bairro, uma fofoca”, explicou o titular da DHPP de Cariacica, delgado Eduardo Khaddour.

O Inquérito Policial identificou quatro pessoas envolvidas no crime, sendo três adultos e um adolescente. Com a conclusão da investigação, o delegado indiciou os três maiores pelo crime de homicídio qualificado e a justiça expediu mandados de prisão preventiva. Todos são réus no processo que tramita na 4ª Vara Criminal de Cariacica, de competência do Júri.

Além da falsa acusação de estupro, os acusados e a vítima tinham um histórico de desentendimentos. Segundo as investigações, os acusados, que têm envolvimento com o tráfico de drogas, escondiam entorpecentes em carros velhos que pertenciam à vítima, fato que o pedreiro não aceitava.

Dias antes do crime, a vítima teve uma briga com o adolescente, o que contribuiu para que ele, juntamente com os três maiores, cometesse o homicídio.

Os detidos na última sexta-feira foram localizados nas proximidades de casa e não resistiram à prisão. Ambos foram encaminhados ao Centro de Triagem de Viana (CTV), onde permanecem à disposição da Justiça. 

O acusado de 27 anos se encontra foragido e informações sobre seu paradeiro podem ser passadas à polícia, por meio do Disque-Denúncia 181. O adolescente de 16 anos responde por ato infracional análogo ao mesmo crime e está em liberdade.

Você pode Gostar de:

24/11 AGORA: Brasil e Paraguai acertam conclusão de ponte para ligar os dois países

O presidente Jair Bolsonaro se reuniu nesta quarta-feira (24) com seu homólogo paraguaio, Mario Abdo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *