Página Inicial / Fiscalização / PF E DEA: prendem no Brasil traficante que comandava tráfico internacional, confira detalhes

PF E DEA: prendem no Brasil traficante que comandava tráfico internacional, confira detalhes

4625f434-af2a-414f-ac6b-990c55116112.jpg

Fortaleza /CE – A Polícia Federal, em operação conjunta com a Agência de Combate às Drogas dos Estados Unidos (DEA), procedeu na sexta-feira (4/6) à extradição passiva de nacional colombiano, que será julgado pelas autoridades estadunidenses por tráfico internacional de entorpecentes.

O extraditado, de 57 anos, pode ficar encarcerado por até 30 anos, em razão de tratado firmado entre o governo brasileiro e o governo dos Estados Unidos da América.

A operação, sob forte esquema de segurança, teve a participação de diversas equipes da PF, além dos agentes da DEA responsáveis pelo seu transporte e escolta em jato executivo do governo dos EUA.

A embaixada norte-americana também enviou representantes sediados no Brasil para acompanhar a operação.

Entenda o caso:

Segundo documentos apresentados pelas autoridades norte-americanas, o preso capitaneava um complexo esquema de transporte de grande quantidade de cocaína entre a Colômbia e os EUA, com uso de aeronaves próprias e pistas de pouso em países da América Central.

Em trabalho conjunto de inteligência entre as autoridades norte-americanas e a Polícia Federal Brasileira, foi possível localizar o foragido na cidade de Fortaleza, em 2019, onde residia com sua família até ser preso por policiais federais.

Em setembro de 2020, a segunda turma do Supremo Tribunal Federal, por unanimidade, julgou procedente o pedido de extradição formulado pelas autoridades dos Estados Unidos da América, cuja autorização de transporte foi posteriormente autorizada pelo Ministério da Justiça brasileiro.

INTERPOL – Com participação de 194 países membros, a INTERPOL, com sede na cidade de Lyon, França, é responsável, dentre diversas missões, pela administração das “difusões vermelhas”, as quais congregam informações sobre foragidos internacionais.

A Polícia Federal possui, em todas as suas superintendências, representações regionais da INTERPOL dotadas de equipes especializadas em prender tais criminosos quando localizados em território brasileiro, após autorização do Supremo Tribunal Federal, visando sua posterior extradição aos países requerentes.

Fonte/Foto: Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará

Você pode Gostar de:

Recurso: MPC pede revogação de decisões do TCE-ES que autorizaram Alfredo Chaves e Alto Rio Novo a descumprirem mínimo em educação Publicação em 14 de setembro de 2021

O Ministério Público de Contas (MPC) interpôs agravos (tipo de recurso) pedindo a revogação imediata …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *