Página Inicial / Fiscalização / Polícia prende em flagrante homem que tentou dar golpe de R$ 400 mil em banco digital utilizando dados falsos

Polícia prende em flagrante homem que tentou dar golpe de R$ 400 mil em banco digital utilizando dados falsos

Um homem de 33 anos foi detido em flagrante por associação criminosa, na última sexta-feira (11), por policiais civis da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), no bairro Santo Antônio, em Colatina.

O detido é investigado por criar contas falsas em um banco digital para sacar e transferir o valor do crédito ofertado pelas contas abertas.

Um prejuízo avaliado em R$ 400 mil.

Na residência do suspeito, foram apreendidos cartões de créditos, máquinas de cartão e mercadorias sem nota fiscal.

O resultado da operação foi apresentado em coletiva de imprensa realizada, na manhã desta terça-feira (15), no auditório da Chefatura de Polícia Civil, em Vitória.

De acordo com o titular da DRCC, delegado Brenno Andrade, a denúncia foi realizada por um banco digital no mês de abril. “O banco tomou conhecimento de que esse suspeito realizou a abertura dessas contas.

No entanto, antes dele conseguir realizar as transações bancárias, com os créditos bancários que o banco iria ofertar, de valores relacionados a possíveis empréstimos a cartões de crédito, o banco procurou nossa delegacia, informou os dados relativos ao correntista.

A delegacia iniciou a investigação e, na última sexta-feira, tivemos sucesso ao cumprir um mandado de busca e apreensão e prendê-lo na sua residência”, informou o delegado. 

Na residência, foram apreendidos diversos cartões de créditos em nome do suspeito e de terceiros, além de máquinas de cartão e dinheiro em espécie.

Durante o cumprimento do mandado, observou-se no aparelho celular do investigado que ele participava de diversos grupos de mensagem, com fins de troca e venda de informações bancárias e também de cartões de crédito. 

“No local, encontramos diversos cartões de créditos, fotos no celular deste indivíduo de documentos de identidade e CNH’s falsos, e, ainda, a participação dele em grupos de troca, venda e comercialização de dados bancários de terceiros no Brasil todo.

Em função disso, foi dada voz de prisão a ele por associação criminosa, pois se associou a outras pessoas para crimes de estelionato. Ele acabou detido, em flagrante, e conduzido à delegacia”, contou o delegado Brenno Andrade

Ainda segundo o titular da DRCC, na delegacia, o suspeito permaneceu calado.

“Mas as provas colhidas contra ele são contundentes. As investigações continuarão para a identificação de outras pessoas por participação no crime”, disse.

O suspeito foi conduzido à sede da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), em Vitória, e liberado para responder em liberdade, após o recolhimento da fiança arbitrada pelo delegado.  

Você pode Gostar de:

22/09 AGORA WENDEL LIMA: Em audiência pública na CMG cobra da prefeitura e governo do estado a obra de Meaípe, veja o vídeo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *